Política

Estudantes ocupam UnB

Mais de mil estudantes participaram de uma assembleia na Universidade de Brasília que decidiu pela ocupação do campus, na segunda-feira (31/10). O movimento se une a mais de 75 universidades ocupadas em todo o Brasil, enfrentando o governo Temer e sua famigerada PEC do Fim do Mundo (PEC 55), que irá congelar gastos sociais, incluindo educação, por 20 anos.

Ocupação da Reitoria da UnB

 

sarau04

Reitoria da UnB ocupada contra a PEC 241

Reitoria da UnB ocupada contra a PEC 241. Foto: Gustavo Dopcke

Várias faculdades da UnB estão ocupadas e o movimento só cresce.

fac02

Faculdade de Comunicação Ocupada

Faculdade de Comunicação Ocupada. Foto: Gustavo Dopcke

Nesta terça-feira (01/11), eu estive na Ocupação da Reitoria e o clima era muito amistoso. A partir das 19h, ocorreu o Sarau Ocupação com muita música e poesia. Os alunos se organizam em comissões, dividem tarefas e promovem eventos culturais. É um verdadeiro banho de esperança frente aos terríveis ataques que sofremos durante todo o ano.

Sarau Ocupa. Foto: Gustavo Dopcke

Sarau Ocupa. Foto: Gustavo Dopcke

Une-se à ocupação o Quilombo UnB – Diretório Negro, que promove inúmeras atividades educacionais e culturais, incluindo uma aula/debate sobre autores negros nesta sexta-feira (04/11), 15h.

Quilombo Ocupado

Quilombo Ocupado. Foto: Gustavo Dopcke

As ocupações pelo Brasil começaram ainda em 2015, quando o Governador Geraldo Alckmin tentou remanejar as escolas estaduais, o que afetaria milhares de alunos sem nenhum objetivo educacional.

Marcelinha resistindo a repressão policial em São Paulo.

Marcelinha resistindo a repressão policial em São Paulo. Foto: Andreza Delgado

Já no segundo semestre deste ano, estudantes ocuparam mais de mil escolas no Paraná, mas foram duramente criminalizados pela mídia corporativa. Foi emblemático o discurso da estudante Ana Júlia, de apenas 16 anos, que deixou os deputados aflitos frente a vergonha de criminalizar adolescentes que lutam por melhorias na educação.

O momento que vivemos é gravíssimo. Se o governo Temer for bem sucedido, educação e saúde pública irão piorar a cada ano. Devemos muito a estes jovens que enfrentam a criminalização praticada por governos, polícias, mídia corporativa e judiciário.

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ Vistos

O Mariachi é um coletivo anarquista de midiativismo, fundamentado no princípio da liberdade individual e na busca pela emancipação coletiva.

Copyleft © 2013 - 2017 Direitos autorais é o caralho!

To Top