Política

Sentimentos confusos em relação à prisão de Sérgio Cabral

Finalmente as pessoas sabem porquê fomos presos em 2013.

Meus cumprimentos para os que gritaram “Cabral é ditador!” e “Fora Cabral“. Um abraço bem apertado em quem participou do Ocupa Cabral e atazanou a vida deste safado que recebia mesada de R$350 mil só de uma construtora. Meu maior respeito aos que enfrentaram socos, bombas, tiros, cassetetes, detenções e prisões da polícia do Cabral.

Aos camaradas que foram presos comigo, espero que vocês também estejam com a alma lavada. Esta é a confirmação de que não apanhamos em vão.

Uma pena que esta justa punição esteja sendo feita de forma tão autoritária. Não houve justificativa para a prisão preventiva (como não havia no nosso caso em 2013). Foram 2 mandatos deste judiciário imundo disputando holofotes. Os indícios vieram de delações premiadas (no caso de muitos companheiros presos, bastou a palavra de um policial infiltrado entre os manifestantes). Usaram até a bíblia para justificar a prisão – preparesse para o Estado Cristão do Brasil.

Lembremos que fomos presos por uma lei de sanha punitivista (formação de quadrilha ou bando), forjada pelo Freixo que queria atacar as milícias. A sanha punitiva da esquerda se voltou contra a gente naquele momento.

Será que no futuro teremos a nossa prisão preventiva justificada por alguma passagem da bíblia?

Quem aplaude a prisão ilegal de Sérgio Cabral hoje deve pensar profundamente nisso. Seremos vítimas, no futuro, da nossa própria tara por punição?

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ Vistos

O Mariachi é um coletivo anarquista de midiativismo, fundamentado no princípio da liberdade individual e na busca pela emancipação coletiva.

Copyleft © 2013 - 2017 Direitos autorais é o caralho!

To Top